Salve, salve, pessoal!
já pensou no desafio que você tem com relação ao tempo?
Existem tantas prioridades, tarefas e compromissos que realmente o que precisa ser feito muitas vezes não acontece. Isso ocorre com você? No final do dia, quando você colocar na balança vai ver que não foi produtivo para o seu negócio? Sabe porque isso acontece? Vou te falar.

Quando você investe todo o seu tempo em atividades de execução na qual você é especialista, você acaba deixando o seu lado empreendedor em baixa.

Muitas vezes temos o sonho de abrir um negócio pra deixarmos de ser funcionário, mas este início de história acontece inicialmente por dois motivos: por oportunidade ou necessidades.

Quando abrimos um negócio por oportunidade o espírito em empreendedor está em alta, pois a possiblidade de você enxergar cenários e um futuro previsto é totalmente real. Sabe porque? Porque você está focado na essência da empresa, em seu desafio, na estratégia.

Já quando abrimos um negócio por necessidade, e isso teve boom em 2013 devido à recessão econômica, muitos profissionais eram funcionários de empresas e especialistas em determinadas áreas mas foram desligados, tornaram-se desempregados. Com isso, para sua própria sobrevivência tiveram que atuar como executor de atividades na qual são especialistas e então abriram um negócio.

Você enxerga a grande diferença entre o empreendedor e o executor?

Eu não estou dizendo que um precisa ser melhor do que o outro o que eu estou falando é que se você foca demais na execução seu negócio tende a não prosperar.

Você deve está me perguntando. Como eu sei que eu sou executor e muito pouco empreendedor. Vou te falar agora!!
Os principais sintomas do executor denominado especialista/técnico são:
  1. Misturar as finanças pessoais com as do negócio;
  2. Marcar reuniões sem necessidade e muitas vezes comprometendo a saúde;
  3. Não dedicar um tempo para família e amigos;
  4. Centralizar, não delegar.

Isso acontece com você? Pois eu falo pra vocês que isso já aconteceu comigo e é uma grande armadilha. Quando me percebi nessa situação vi que o meu negócio e minha vida precisavam mudar. E foi a partir daí que tomei uma grande ATITUDE de ser Empreendedor sem deixar o papel de executor de lado.

Empreendi mais uma vez em meu novo negócio e venho colhendo excelentes frutos utilizando 3 passos:
  1. Faça uma lista das atividades que você executa;
  2. Coloque ao lado de cada atividade aquilo que pode ser delegável e aquelas que não forem, deverão ser repensadas;

Quando você fizer isto, avalie quando você pode delegar algo e do quanto você precisa repensar algumas situações.

Ah, você não consegue delegar nada? Então a minha sugestão é que você precisa de um sócio empreendedor ou voltar a ser funcionário mesmo!

Se você não deseja ser ser escravo do seu negócio você precisará dividir as tarefas!! Pensa que eu esqueci o 3 passo?? Não, não. Esse é um dos mais importantes:

3. Separe um momento pra você durante a semana para você pensar em seu negócio. Eu chamo de Gestão Pura ou Gestão suave. Nesse momento, pense em estratégias para a sua empresa, tomar um café com um parceiro que pode impulsionar as suas vendas ou até mesmo dedicar esse momento para fazer uma leitura ou assistir um curso na área de gestão para que o seu negócio tome proporções jamais vistas. 

Vamos mais além!

Se você vai empreender por necessidade ou por oportunidade é primordial que conheça o seu negócio com ferramentas eficazes e, em curto prazo, com um valor que caiba em seu bolso. Foi pensando nisso, que eu criei o Programa de Mentoria da HILDEGARD em formato de grupo.
O objetivo do programa de Mentoria da HILDEGARD é encontrar os melhores caminhos para você conseguir resultados ainda nem imagináveis por você.  Com tantas possibilidade e oportunidades disponíveis, o auxílio de um especialista em gestão pode fazer a diferença para maximizar as suas conquistas.

Tá na hora de tirar a sua ideia do papel.

Preencha a aplicação no Programa de Mentoria da HILDEGARD clique no banner.